After Hydropower Dams:

Social and Environmental Processes that occur after the Construction of Belo Monte, Jirau and Santo Antonio in Brazilian Amazonia

FAPESP São Paulo Excellence Chairs (SPEC) - Temático

Coordenador: Emilio F. Moran

 

O objetivo geral deste projeto é examinar os impactos que ocorrem depois da construção de hidrelétricas na Amazônia Brasileira e contribuir para a área das ciências conhecida como Ecologia Humana ou Interações Humano-Ambientais.

 

O projeto se desenvolve com base nos resultados obtidos em um Projeto temático anterior (2012 e 2018) e focados nos impactos sociais e ambientais durante a construção de Belo Monte na Bacia do Rio Xingu. Nesta segunda fase, propõe-se examinar os processos e impactos 5 até 10 anos depois que as construções das usinas foram finalizadas, e expandir as análises para considerar também as hidrelétricas de Jirau e Santo Antônio no Rio Madeira, e considerar os impactos sobre a pesca e a ecologia dos rios.

 

O projeto se estrutura a partir das seguintes temáticas de investigação:

 

As temáticas do projeto representam importantes áreas cientificas de relevância nas políticas públicas: qual a resposta de uma região a um declínio populacional depois de um período de crescimento explosivo durante a construção; como se reconfigura o mercado de mão de obra; como o uso da terra muda; como a região se adapta a saída de grandes fluxos de capital recebidos durante a construção; como os pescadores se adaptam a queda dos estoques pesqueiros e sua recuperação seletiva; e mais importante, houve desenvolvimento econômico regional ou simplesmente ganhou-se quilowatts de energia para o país.

 

O projeto usa métodos avançados de modelagem e sensoriamento remoto, modelos espaciais explícitos e regressão multivariada para analisar mudanças no uso da terra em pequenas propriedades em áreas de influência das hidrelétricas.

 

A rede de pesquisa do projeto é composta pelo NEPAM/Unicamp, Universidade Federal do Pará, Universidade Federal de Rondônia (UNIR), e a Universidade de São Paulo (USP), além do INPE, por meio do LADIS.

Dinâmicas de uso e cobertura da terra

Dinâmicas socioeconômicas e saúde 

Dinâmicas ecológicas e pesca

Dinâmicas do Uso e Cobertura da terra

O grupo que atua na temática das dinâmicas do uso e cobertura da terra é composto por pesquisadores do LADIS/INPE, da USP, do NEPAM/UNICAMP e da UFPA.

As pesquisas desta temática passam pelos seguintes passos:

  • Capacitação / alinhamento conceitual geral

  • Construção de banco de dados espacial preliminar

  • Verificação de acurácia de dados secundários de uso e cobertura da terra

  • Processamentos para complementação dos dados secundários

  • testes de acurácia para os dados ajustados

  • Consolidação do banco de dados espacial

  • Análises espaciais

Responsáveis pelo projeto no Ladis

Dados gerais do projeto

Evandro Albiach Branco

Gustavo Felipe Balué Arcoverde

Jocilene Dantas Barros

Eixo predominante:

Resiliência Socioecológica

Políticas Públicas e Governança

Status:

Em desenvolvimento

Colaboradores de instituições parceiras

Evandro M. Moretto

USP - EACH

Silvia Sayuri Mandai

USP - IEE

Instituições que compõe a rede de pesquisas do projeto

MSU.png
nepam2.jpg
each-logo.png
pg-sus-each.jpg
Brasao_UFPA.jpg
UNIR.jpg
procam usp.png

Fomento

fapesp_logo.png